Politics

Minério de ferro cai à medida que problemas de Covid na China se intensificam


Por Enrico Dela Cruz

(Reuters) – Os contratos futuros de minério de ferro nas bolsas de Dalian e Cingapura recuaram nesta quinta-feira após um rali de sete sessões, com a China lutando contra uma subida nas infecções por Covid-19, o que levou traders a garantir seus lucros.

O crescimento econômico na China, maior consumidora mundial de minério de ferro e outros insumos siderúrgicos, está atingindo uma lombada no início do quarto trimestre em meio ao agravamento dos surtos de Covid-19, logo após Pequim reafirmar repetidamente sua política de Covid-zero.

No centro manufatureiro de Guangzhou, no sul da China, milhões de moradores foram instruídos na quarta-feira a fazer testes, já que as infecções superaram 2.000 por dois dias consecutivos no pior surto da cidade até agora.

O minério de ferro mais negociado para janeiro na Dalian Commodity Exchange da China encerrou as negociações diurnas em queda de 1,4%, a 675,50 iuanes (93,21 dólares) a tonelada.

Na Bolsa de Cingapura, o minério de ferro de referência de dezembro caiu 2,9%, a 85,90 dólares a tonelada.

O minério de ferro de Dalian havia alcançando uma máxima de duas semanas na quarta-feira, enquanto o contrato de Cingapura foi negociado perto de 90 dólares a tonelada, apoiados por notícias sobre um suporte de financiamento de bonds para incorporadoras chinesas.

No entanto, o otimismo do mercado em relação ao programa desapareceu rapidamente à medida que os investidores buscavam mais detalhes e mais evidências de apoio a desenvolvedores imobiliários em dificuldades.

Outros insumos siderúrgicos de Dalian também recuaram, com carvão metalúrgico e coque caindo 2,8% e 3,1%, respectivamente.

(Por Enrico Dela Cruz em Manila)

tagreuters.com2022binary_LYNXMPEIA90GF-BASEIMAGE

Siga a Istoé no Google News e receba alertas sobre as principais notícias




Source link

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *