Politics

Pedro Ruas deve decidir nos próximos dias seu destino político

[ad_1]

O vereador Pedro Ruas (PSol) deve decidir nos próximos dias se renuncia do seu cargo na Câmara de Porto Alegre para assumir a cadeira na Assembleia Legislativa. Isto porque, com a decisão do TSE, nesta quinta-feira pela manhã, que manteve a cassação do mandato do deputado estadual Luis Augusto Lara, o PTB deve perder uma cadeira na Casa. Isso porque a votação do deputado deixa de ser contabilizada no quociente eleitoral da coligação do PTB e são repassados para a bancada do PSol, quando o primeiro suplente é chamado para assumir.  

A decisão foi postergada, entre outros motivos, em função do vereador estar machucado devido a um acidente de bicicleta, ocorrido na última segunda-feira, além da mudanças que isso deve provocar no cenário político. Durante a tarde, Ruas se reuniu com a presidente estadual do PSol, deputada Luciana Genro, e o presidente municipal do partido, vereador Roberto Robaina, para tratar do assunto. O encontro, classificou Luciana, foi uma “comemoração pela vitória reconhecida”.

“Estamos certos de que o TRE e agora os ministros do TSE fizeram justiça. Temos que analisar a situação, ver quem assume, visto que o cenário, no momento, é outro”, enfatizou Pedro Ruas.

Caso decida assumir a cadeira no parlamento gaúcho, o vereador deve renunciar do seu cargo na Câmara de Porto Alegre. Com isso, seu o futuro político pode sofrer alterações. Atualmente pré-candidato ao governo do Estado, ele pode recuar da candidatura para concorrer à reeleição a deputado estadual ou assumir e se manter na disputa pelo Piratini. No entanto, se optar por continuar no Legislativo municipal, quem assume na Assembleia é o vereador de Pelotas Jurandir Silva. 


*Supervisão Mauren Xavier



[ad_2]

Supply hyperlink

Leave a Reply

Your email address will not be published.